Crie uma estratégia matadora de e-mail para vendas

por Colaborador Parceiro - 12/09/17 ⇠ Veja outros Posts

Seu negócio precisa crescer e ter mais clientes, certo? Uma das estratégias que podem te ajudar a alcançar esse feito é o uso de e-mail para vendas. Um planejamento bem elaborado poderá te ajudar a realizar o contato certo, na hora certa!

Porém, mais do que um bom conteúdo, é preciso estar atento à estrutura ideal para o seu e-mail, além de conhecer as principais métricas e formas de envio! Não sabe por onde começar? Não se preocupe! Selecionamos algumas dicas para te orientar na execução dessa ação tão importante. Confira!

Elementos principais

O e-mail para vendas, assim como outros tipo, obedecem à uma linguagem própria desse tipo de meio. Ela é configurada através de alguns elementos, que são extremamente necessários para o sucesso de sua estratégia. Vamos conhecê-los?

  • Título: é uma chamada que irá atrair o seu prospecto. Ele é o primeiro elemento com o qual o usuário terá contato, antes mesmo que ele abra seu e-mail para vendas. Ele precisa chamar a atenção do seu prospecto, por isso empregue as melhores métodos de escrita para construí-lo;

  • Corpo: Aqui é o momento de empregar todas as suas técnicas de conteúdo. Convença o leitor da importância do que você está oferecendo. Mas não se esqueça: a objetividade é importante e links para conversão também;

  • Assinatura: finalize seu e-mail para vendas com uma assinatura personificada. Elenque um responsável e deixe que o seu nome feche o seu conteúdo. Falar com uma pessoa transmite mais confiança do que com uma empresa.

Métricas

Existem algumas métricas que são fundamentais para a estratégia de email para vendas e precisam sempre serem observadas. Acompanhe junto com a gente e conheça quais são os números que precisam ser mensurados!

Taxa de crescimento da lista

Essa taxa diz respeito ao crescimento da lista de e-mails em relação ao número de cadastros que se tinha anteriormente. Por exemplo, vamos supor que no início do ano você tinha uma base com 1000 emails e agora você possui 1100. Isso mostra que sua taxa de crescimento de lista foi de 10%.

Se os dados mostrarem que seu número está baixo, significa que você precisa investir mais em captação. O aumento dessa taxa é extremamente importante para conseguir engajar prospectos, resultando em vendas mais adiante.

Taxa de inativação da lista

Em algum momento, alguns leads podem se tornar inativos. Isso acontece quando eles param de se engajar à sua instituição. Não existe uma exatidão quanto aos números dessa taxa. Eles podem ser definidos em alguns parâmetros, que vão depender da escolha que sua empresa resolver fazer.

Usuários inativos podem ser aqueles que não convertem a um tempo, ou os que deixaram de abrir  o e-mail que sua instituição envia. Escolha qual critério adotar e comece a mensurar.

Taxa de abertura

Taxa de abertura

Para calcular a  taxa de abertura, você deve pegar o número de pessoas que abriu a mensagem e dividir  pelo número de pessoas que recebeu. Essa é uma métrica importante, mas não muito confiável, por isso deve ser balizada com outras taxas. Dentro outros motivos, isso acontece pois não é possível saber se o Lead leu apenas uma palavra do email, ou o email inteiro.

Essa métrica vai te ajudar a perceber quais são os assuntos que geram mais engajamento e quais são os horários mais pertinentes para o envio do email de vendas para a sua base. Uma boa taxa de abertura é de 20% ou mais.

Taxa de cliques

A taxa de clique  é estabelecida pela relação entre o número de e-mail para vendas que foram clicados com o número de disparos realizados. Se foram entregues 10.000 emails e a campanha recebeu 500 cliques, significa uma taxa de cliques de 5%.

Essa métrica também não deve ser analisada sozinha. Esse é um dos  itens mais importantes, mas observá-la de forma exclusiva e separada não te ajuda a identificar possíveis falhas. Uma boa taxa de cliques deve girar em torno de 3% ou mais.

CTR (Click-through rate)

O CTR representa a  divisão entre clique e abertura, em uma proporção configurada entre os cliques comparados à base que abriu o e-mail. Se um email para vendas teve 10.000 aberturas e 2.000 cliques, o CTR foi de 20% (2.000/10.000).

Essa métrica é a que mais representa os indicadores de sucesso de um e-mail para vendas, pois mostra a relevância da mensagem e da oferta. E, além disso, cria parâmetros que ajudam a analisar as estratégias de segmentação que estão sendo utilizadas pela sua empresa.

Leads gerados

Essa métrica fala sobre a quantidade de visitantes em sua página que realizam uma conversação. Ela é uma ótima ferramenta para medir a eficiência de landing pages, por exemplo. O ideal é que ela seja de no mínimo 1,3%.

Taxa de descadastro

Essa taxa mostra a quantidade de pessoas que optaram por se descadastrar em sua lista. Quando ela está maior que 1% é o momento de rever algumas questões em seu e-mail para vendas. Os problemas podem ser relacionados ao conteúdo ou à frequência.

Taxa de hard bounce

Aqui o objetivo é identificar em sua base quais são os endereços que são inválidos. Se você tem uma frequência de envio, muito provavelmente, esse número vai ser baixo. Como você já viu em outros conteúdos aqui no blog, o seu banco de dados precisa ser construído por opt-in, nada de comprar lista. Quem faz isso, com certeza, vai ter uma taxa de hard bounce alta!

Use uma plataforma de gestão de cursos e treinamentos

Plataforma de gerenciamento de cursos

Um sistema de gestão de candidaturas será fundamental para executar sua estratégia de e-mail para vendas. Vamos elencar dois grandes motivos: o primeiro diz respeito à organização de sua lista de contatos e o segundo ao disparo de seu conteúdo.

Para construir um banco de dados potente e que de fato forneça informações sobre seu prospecto, você precisa de usar um plataforma. Deixar os elementos levantados em diversas planilhas vai fazer com que suas ações sejam menos efetivas do que poderiam ser. Esse tipo de sistema integra e otimiza esses contatos, vale a pena testar essa funcionalidade!

Depois ter sua lista organizada você pode usar o software para fazer os disparo de seu e-mail para vendas. Com todas a informações que você ordenou você vai conseguir potencializar seus resultados através de ações como a segmentação. Com essa funcionalidade também é possível construir todas as métricas que elencamos anteriormente.

Dicas

Dicas

Para fechar o nosso post, selecionamos mais algumas dicas que vão te ajudar a construir a sua estratégia:

  • Frequência: mantenha uma periodicidade de envio em sua estratégia e-mail para vendas. Mas não encha a caixa de mensagens de seu prospecto, isso pode soar inconveniente;

  • Opt-in: deixe que os usuários forneçam seus dados;

  • Link de descadastro: sempre coloque essa opção em seus emails, você tem que prezar por uma lista com contatos que de fato queiram interagir com sua instituição;

  • Cortesia: seja educado, cumprimente, agradeça e se despeça sempre;

  • Cuidado com a linguagem: seu conteúdo precisa estar adequado ao seu público;

  • Revise: essa atividade é muito importante para manter um conteúdo impecável!

Essas foram as nossas dicas para uma estratégia matadora de e-mail para vendas. Continue ligado em nosso conteúdo: assine nossa newsletter e receba as atualizações de nosso blog. Te esperamos no próximo post, até lá!

ebook

Colaborador Parceiro

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606 31 3047 5405

© NeritEduca

by nerit