Gestão de cursos livres: como começar?

por Samuel Elom em 07/Jan/2019 ⇠ Veja outros Posts

Se você tem conhecimento e habilidade em alguma área ou atividade, vontade de ensinar e disposição, mesmo que isso seja um hobby, fique atento! Essa pode ser uma ótima oportunidade de negócio em um mercado em ascensão.

Vamos abordar nesse texto alguns pontos importantes para uma gestão de cursos livres.

 

O que são cursos livres:

Antes de entrarmos no mérito de como começar a dar os primeiros passos para a criação de um curso livre é necessário entender o conceito dessa modalidade de ensino.

Esse tipo de curso pode variar o período de tempo, mas geralmente é de curta duração com foco na  capacitação e  profissionalização de alguma atividade. Não são cursos reconhecidos pelo MEC (Ministério da educação) por não ter carga horária obrigatória definida, não emitir diplomas, não exigir escolaridade, entre outros.

Apesar de não emitir diplomas, essa modalidade de ensino pode oferecer certificados de participação, o que agrega valor para o aluno.

Expertise

É óbvio a necessidade de ter conhecimento profundo sobre o assunto do qual você vai oferecer no curso, afinal é impossível ensinar algo do qual não conhecemos bem.

Mesmo que sejam conteúdos para a introdução de algum tema, ter domínio sobre o assunto vai auxiliar na abordagem e fará com que você compreenda melhor as necessidades de seus clientes.

Você deve se manter sempre atualizado, caso necessário também pode procurar a mesma modalidade de cursos rápidos que te auxiliem.


Planejamento de cursos livres:

Existem uma infinidade de possibilidades em como estruturar seu curso, e é preciso planejar como você entregará o conteúdo a seu aluno.

O primeiro passo é definir qual tema será abordado de maneira mais genérica, para depois dividir em sub-temas e estruturar os módulos.

É importante lembrar que deve se ter domínio sobre a área que deseja ensinar para os alunos.

Todo o planejamento, desde estrutura dos módulos, linguagem e duração, deve ser construído pensando em resolver as necessidades do seu público, para isso é primordial conhecê-lo muito bem.


Tenha seu próprio site

Seu conteúdo vai precisar estar disponível em alguma plataforma. Apesar de encontrar formas diferentes de apresentar seu curso, é indicado que tenha um site próprio.

Se um cliente em potencial quiser saber mais informações sobre seus cursos, é muito provável que ele busque na internet. Por isso, você precisa nutrir seu endereço na web com dados relevantes e que acrescente valor a seu futuro aluno.

Gere certificados para seus alunos

Cursos livres não emitem diplomas por não serem reconhecidos pelo MEC, e terem o objetivo de capacitação técnica em um período de tempo menor que cursos tradicionais.

Apesar disso, é possível que você disponibilize um certificado de participação assim que o curso for concluído. Essa é uma vantagem para o aluno uma vez que esses certificados podem ser incorporados digitalmente em plataformas com o linkedin, e fazer parte do currículo. Essa atitude é mais um benefício que se pode oferecer no momento de vender seu material.

Separamos 4 dicas para criar um certificado de curso.

 

Marketing Digital

Uma vez que planejado, conteúdos e metodologias preparadas, é hora de divulgar seu produto ou serviço, afinal é preciso vender seu produto.

Divulgação não é uma opção, é imprescindível aplicar alguma estratégia que possa atrair seu cliente até você.
Blogs, redes sociais, e-mail marketing e vídeos são alguns dos meios que você pode usar para fortalecer a presença de sua marca e de seus cursos livres.


Crie um blog

Você deve criar autoridade no assunto que seu curso oferece. Uma ótima estratégia é criar conteúdo para mostrar que sua organização entende do que está falando e vai fazer diferença na vida de quem procura seu produto ou serviço.

Um blog oferece diversas vantagens, dentre elas, a adequação de conteúdo a variados formatos. Vídeos, áudios, textos, infográficos, etc. Além de ser uma ótima forma de rankear seu conteúdo nas primeiras páginas dos motores de busca como por exemplo o Google.

Ofereça parte do conteúdo grátis

Disponibilizar parte do conteúdo de seu curso grátis pode mostrar um pouco do que o aluno vai aprender caso adquira o seu material.

Crie um ebook, vídeos no youtube ou até mesmo oferecer uma aula experimental podem ser cruciais na tomada de decisão do cliente no momento de adquirir seu curso.
Faça isso combinado com seu blog e terá uma estratégia de atração de clientes (alunos).


Redes Sociais

Impossível ignorar as redes sociais quando se trata de presença online, principalmente sabendo que os brasileiros são um dos maiores consumidores de algumas destas plataformas.

Conheça bem seu público alvo, segmente seu conteúdo e escolha as redes sociais mais adequadas para o perfil de seu público.

Seja youtube, instagram, facebook, linkedin ou qualquer outra, tenha ciência de como as redes sociais podem te ajudar a vender cursos online, cada uma com sua especificidade.


Youtube

O Youtube é a maior plataforma para criação conteúdos em vídeo para seu público.
Como dito antes, você pode em seu canal, mostrar um pouquinho do seu curso, gerar autoridade sobre o tema e oferecer aulas introdutórias que vão aguçar a curiosidade do consumidor pelo serviço que você oferece!


Instagram

Uma rede extremamente visual, suas fotos e vídeos podem ser compartilhadas tanto na timeline, quanto no instagram storie. Conta com recursos especificamente para empresas, ferramentas de métricas, ajudam a entender melhor seu público e direcionar os melhores conteúdos para eles.


Linkedin

Uma rede com foco em profissionais e negócios. Perfeita para fortalecimento da marca e networking, é comum que os usuários deste tipo de rede estejam em busca de atualização e capacitação profissional. Uma das funções é a possibilidade de adicionar o certificado de cursos a um perfil.


Facebook

A maior rede social do mundo (ainda)! No facebook é possível criar fanpages, eventos, grupos de discussão, e formatos de conteúdo variados. Aposte em recursos mais visuais e menos textos. O Facebook pode ser uma boa escolha também quando se escolhe anúncios pagos, e ferramentas de métricas  para acompanhar a reação de seu público


Utilize uma boa plataforma EAD

Gerenciar um curso livre, seja presencial ou online não é uma tarefa fácil, existem muitas informações, dados, compromissos e responsabilidades que exigem tempo e trabalho.

Adquirir uma ferramenta que atenda exatamente as necessidades de seu negócio pode ser vital para seu curso. Para se ter ideia de como as ferramentas de um software de gestão podem te ajudar, listamos abaixo algumas funções disponíveis nessas plataformas:

- Monitorar a captação de clientes;
- Realizar vendas online;
- Gerenciar os participantes de seus cursos, treinamentos e eventos;
- Cuidar do relacionamento dos estudantes através de uma Central do Aluno completa integrada à Plataforma EAD;
- Automatizar disparos de E-mail;
- Auxiliar gestão financeira.

O NeritEduca oferece um ferramenta que reúne essas e outras funcionalidades e o melhor é que você pode pedir uma demonstração gratuita.



Este foi o nosso conteúdo de hoje com algumas dicas de como começar uma gestão de cursos livres. Conte o que achou, deixe um comentário ou uma sugestão de tema que você quer ver por aqui.

Para mais dicas como essas acesse o nosso blog.

Samuel Elom

Estudante de Jornalismo - Time de Marketing

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606 31 3047 5405

© NeritEduca

by nerit