Modelos de EAD: vantagens e diferenças

por Mariana Silva em 28/Feb/2019 ⇠ Veja outros Posts

Quando se fala em modelos de ensino, os que mais repercutem são a educação tradicional presencial e a educação à distância, conhecida como EAD. Têm-se falado bastante também na modalidade educacional de ensino híbrido, que visa associar o melhor dos dois primeiros tipos, mostrando que eles não precisam se opor um ao outro e podem ser combinados para oferecer uma melhor experiência de aprendizado.

No entanto, poucas pessoas têm conhecimento que mesmo dentro da educação à distância existem outras submodalidades, formas diferenciadas em que a EAD é propagada.

Tendo em vista que uma das principais vantagens e missões desse tipo de ensino é ser mais flexível para que pessoas com tempo e disponibilidade reduzidas possam se dedicar aos estudos conforme suas particularidades, faz muito sentido que a própria EAD possua vertentes para se adequar à realidades diversas.

Também é válido considerar que a EAD é notoriamente conhecida por fazer uso das tecnologias, o que a torna ainda mais passível de dinamismo e de inovação, podendo se desdobrar em várias facetas. As tecnologias fazem com que novas formas de se trabalhar possam ser pensadas e proporcionadas aos estudantes.

O post de hoje mostra quais são os modelos de EAD e suas principais características, vantagens e diferenças. Confira!

Modelo síncrono

modelo sincrono de ead

Esse modelo de EAD é caracterizado pelo ensino em tempo real, ou seja, “ao mesmo tempo”.

A realização de trabalhos e atividades em grupo é possibilitada já que os professores, tutores e instrutores interagem com vários alunos ao mesmo tempo. O mote dessa modalidade de EAD é justamente a interação entre os participantes, que é bastante incentivada e chega a se aproximar da experiência de aprendizagem oferecida em uma sala de aula física.

Outra grande vantagem é que perguntas e dúvidas dos alunos podem ser sanadas assim que surgirem

Algumas pessoas podem sentir falta de um senso de comunidade no ensino à distância. Como o modelo síncrono permite a criação de turmas e permite a interatividade entre os participantes, essa lacuna é preenchida, favorecendo aos alunos a sensação de pertencimento a um ou a vários grupos

Essa modalidade exige uma escala de horários fixa, já que é existe a noção de encontros.

No modelo de EAD síncrono se faz muito o uso de ferramentas online. Dessa formas, as principais e mais utilizadas são:

  • Sala de aula virtual;

  • Aplicativos de mensagens instantâneas como o Messenger, Whatsapp, Slack, etc;

  • Chats;

  • Webconferências;

  • Audioconferências;

  • Webinars.

Modelo assíncrono

modelo assincrono de ead

O modelo de EAD assíncrono pressupõe um aprendizado mais independente, onde os alunos possuem uma autonomia maior.

Uma das grandes vantagens é que o aluno consegue seguir seu próprio ritmo de aprendizagem, realizando o curso ou treinamento no tempo em que achar mais adequado.

O participante pode voltar no conteúdo quando quiser e acessá-lo a qualquer momento e em qualquer lugar, independente da disponibilidade do professor ou dos colegas. A flexibilidade do modelo assíncrono permite que as aulas se encaixem até nas agendas mais complicadas.

Esse modelo possui um atendimento e um esclarecimento de dúvidas mais individualizado, já que não existem turmas com participantes que se encontram e interagem entre si em tempo real. Isso pode ser ótimo para alunos mais tímidos, que se sentem inseguros de expor seus questionamentos.  

As principais ferramentas utilizadas no modelo assíncrono são:

Seja qual for o modelo de EAD escolhido, seja síncrono ou assíncrono, o importante é que a instituição de ensino tenha consolidado bons projetos pedagógicos e planejamento de aulas e atividades. Ressaltamos também que é totalmente possível combinar a interatividade do modelo síncrono com a autonomia do assíncrono. Dependendo dos objetivos do curso, do perfil dos alunos, dos recursos disponíveis, etc.



Tipos de cursos EAD

Existem vários tipos de cursos de ensino a distância, seja para quem quer estudar buscando capacitação, ou para aqueles que desejam uma oportunidade de négocio para investir.

Resumimos alguns cursos na modalidade a distância para se familiarizar melhor com o EAD.

Cursos Livres

Esse tipo de curso pode variar o período de tempo, mas geralmente é de curta duração, com foco na  capacitação e profissionalização de alguma atividade. Não são cursos reconhecidos pelo MEC (Ministério da educação) por não ter carga horária obrigatória definida, não emitir diplomas, não exigir escolaridade, entre outros.

 

Apesar de não emitir diplomas, essa modalidade de ensino pode oferecer certificados de participação, o que agrega valor ao currículo do aluno.


Não há muita burocracia na criação de um curso livre, isso faz dele um ótimo modelo de EAD para se investir. 

Leia nosso post sobre gestão de cursos livres em nosso blog.

 

Cursos preparatórios

Como o próprio nome sugere, nesta modalidade o aluno é preparado para determinado objetivo, muito comum tanto para alunos que almejam passar em concursos públicos ou garantir sua vaga no vestibular, quanto para as empresas, que podem investir nesse mercado e oferecerem aulas qualificadas – e, com isso, formar profissionais mais eficazes.

 

Cursos técnicos

Com a duração entre um ano e meio e dois anos, Trata-se de um ensino técnico, prático e teórico, na área específica de conhecimento. O objetivo desse modelo de curso é capacitar os alunos para exercer determinada profissão.

Os cursos técnicos precisam de aprovação do Ministério da Educação para ser oferecidos.

 

Cursos profissionalizantes

Muitas vezes confundido com um ensino técnico, os cursos profissionalizantes estão mais voltados a ensinar as funções específicas do dia a dia de uma determinada profissão, preparando o estudante para o mercado de trabalho. Interessante para pessoas que já tem alguma experiência na área e desejam aprimorar seu conhecimento, mas não exclui aqueles que desejam aprender novas profissões.

Cursos universitários

Graduação, pós graduação, mestrado… Basicamente são os mesmo cursos oferecidos nas instituições de ensino superior, mas a distância. É preciso ficar atento pois não são todos os cursos que estão disponíveis para essa modalidade. O MEC exige que algumas áreas do conhecimento sejam presenciais.

 

Cursos de extensão

São oferecidos por universidades, mas não estão restritos a apenas aluno de graduação ou pós-graduação. Tem o objetivo de complementar os conhecimentos em determinada área. Ajudam muito o estudante a escolher qual especialização deseja seguir.

 

Cursos corporativos

Também chamados de In Company, os cursos corporativos são voltados especificamente para colaboradores de uma empresa, visa aperfeiçoar o conhecimento prático em uma determinada área de ocupação laboral.

 

Esperamos que o post de hoje tenha te ajudado a compreender um pouco sobre os modelos de EAD, suas diferenças e vantagens. Se ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto, faça um comentário abaixo. Ficaremos muito felizes em ajudar!

Continue acompanhando o nosso blog, nossas redes sociais e assine a nossa newsletter para receber em primeira mão o melhor conteúdo sobre EAD! Até a próxima! =)

Post originalmente publicado em 04/04/2018 e atualizado em 28/02/2019

Mariana Silva

Mariana Cordeiro é jornalista e especialista em marketing de conteúdo. Escreve para o NeritEduca e está sempre em busca do que há de mais novo no mercado educacional.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606 31 3047 5405

© NeritEduca

by nerit