Planejamento de cursos EAD - passo a passo

por Mariana Silva em 14/Sep/2018 ⇠ Veja outros Posts

Os cursos EAD enquanto infoprodutos que são disponibilizados e comercializados em um meio digital, podem até oferecer uma maior flexibilidade para os alunos no dia a dia, mas demandam o mesmo trabalho de planejamento e produção que a educação tradicional. Talvez até mais, já que os alunos já esperam que o conteúdo seja inovador e tenha algum diferencial.

Confira com este post a importância de se fazer um bom planejamento de cursos EAD, quais são as principais etapas de um plano e ótimas dicas para quem quer chegar ao topo no mercado e produzir material de altíssima qualidade!

A importância do planejamento

Apenas com um planejamento bem delimitado é possível começar a dar forma ao curso e fazer com que ele saia do campo das ideias. O trabalho de planejar um curso EAD é muito mais amplo do que se imagina, envolvendo e interligando várias áreas e etapas, desde a concepção, produção e elaboração, execução, monitoramento e controle, etc.

Definindo o público

Um curso EAD deve sanar os anseios do aluno. E como descobrir quais são essas aspirações? Isso só se torna possível através de pesquisa. É dessa maneira que se conhece e analisa o público-alvo.

Fazer isso é pensar a longo prazo, é algo que pode evitar em larga escala a desmotivação dos alunos e, consequentemente, a evasão, fazendo com que os matriculados permaneçam e concluam os cursos.

Traçar o público-alvo permite que se conheça afundo o perfil dos alunos, suas dificuldades e aspirações, onde eles estão e como eles podem tomar conhecimento de seu produto e ajuda a determinar os objetivos institucionais do conteúdo que é produzido.

É claro que queremos que o maior número possível de pessoas se interessem e comprem nossos cursos online, no entanto, delimite bem a sua persona. Não é desejável que essa informação fique muito genérica, já que é isso vai orientar a grande maioria das ações de marketing, direcionando-as para que elas se tornem mais assertivas.

Material

A produção e o desenvolvimento do curso deve passar pela escolha completa do material que será utilizado no curso, tanto os fixos e obrigatórios quanto os complementares. O que será utilizado e o que cabe no orçamento? Vídeos, áudios, jogos, infográficos, textos, etc. Uma vez que é escolhido o tipo de material, é necessário estruturar e roteirizar o conteúdo.

A gravação das aulas e outros materiais em vídeo ou apenas áudio, por exemplo,  carecem de um planejamento que pense na escolha da locação, edição de imagem e de som, etc. Os textos precisam ser produzidos ou contarem com a liberação de direitos autorais caso não sejam de domínio público.

A produção também passa pelo design do material e de como tudo isso será disponibilizado na plataforma. O conteúdo deve ser adaptado para a plataforma online e para a linguagem do público-alvo, para que o material seja bem recebido e assimilado pelos alunos.

Professores

O bom planejamento de cursos EAD também inclui a escolha de professores e tutores adequados a cada curso específico ou disciplina.

Além disso, professores que trabalham com aulas online devem possuir algumas características específicas como saber lidar com novas tecnologias, por exemplo.

Requisitos

No que se refere à pré-produção, também é importante  determinar se os alunos precisarão ter cumprido algum pré-requisito para poderem frequentar as aulas, como por exemplo possuir alguma formação específica, ensino superior ou curso profissionalizante.

Se for o caso, no momento da matrícula eles precisarão comprovar que preenchem esse requisito seja com um certificado ou declaração. Em outros casos, pode ser necessário que seja aplicado um processo seletivo, isso também deve entrar no planejamento.

Qual será a carga horária?

No passo a passo do plano de curso, também é fundamental estabelecer a carga horária, o aluno precisa saber esse dado para analisar a viabilidade de se matricular ou não. Em EAD, geralmente o tempo do curso é dado em semanas, desta forma, um curso de 60 horas é um curso que é feito em um período de 6 semanas, considerando que o aluno precisa dedicar 10 horas semanais.

Esse tempo inclui todas as tarefas, leituras, vídeo aulas, exercícios avaliativos e não avaliativos, participação em fóruns e discussões e tudo mais que for incluído no conteúdo.

Controle e monitoramento

Os cursos online também demandam um controle, não basta apenas disponibilizá-los em uma plataforma e esperar pelo melhor. É essencial monitorar tanto a performance do curso quanto a dos alunos, procurando saber se as aulas e materiais estão atendendo às expectativas dos compradores, se os professores e tutores estão exercendo um bom papel em suas atividades, etc.

Grande parte desse monitoramento vem do feedback dado pelos próprios alunos. Portanto para que isso aconteça e seja satisfatório é necessário deixar todos os canais de comunicação abertos e incentivar os alunos a utilizá-los.

De tempos em tempos o conteúdo deve ser revisado para determinar se continua relevante e atualizado. Sempre que necessário é importante fazer a reciclagem do material para que ele se adeque às novas situações.

O nosso post de hoje falou sobre o planejamento de cursos EAD. O que você achou? Deixe um comentário com sua opinião e com suas sugestões e dúvidas. Vamos adorar te ajudar ainda mais!

E não perca nenhum conteúdo do NeritEduca, assine a newsletter e curta a nossa página no Facebook.

Mariana Silva

Mariana Cordeiro é jornalista e especialista em marketing de conteúdo. Escreve para o NeritEduca e está sempre em busca do que há de mais novo no mercado educacional.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606 31 3047 5405

© NeritEduca

by nerit